sábado, 25 de janeiro de 2014

Procurando ter um bom nome

 Escrituras: “Mais vale ter um bom nome do que as muitas riquezas; e o ser estimado é melhor do que o ouro e a prata.” (Provérbios 22:1)
Observação: Esse versículo legitima o nosso desejo de sermos amadas, estimadas, respeitadas ou consideradas pelas pessoas que convivem conosco, desde as mais íntimas até à vizinhança que apenas nos observa. Num mundo cada vez mais consumista, em que “ter” se sobrepõe ao “ser”, é primordial darmos mais valor àquilo que Deus diz e não deixarmos que Mamon nos engode (Lucas 6:13). Devemos trabalhar (e fazê-lo bem e honestamente, para a glória de Deus), mas não a ponto de perdermos o sossego, tentando viver segundo os padrões do mundo: “Inútil vos será levantar de madrugada, repousar tarde, comer o pão de dores, pois ele supre aos seus amados enquanto dormem.” (Salmos 127:2). Precisamos confiar mais no Senhor como nosso provedor, descansar nEle e sermos fieis em tudo, não apenas pelo desejo de “ter um bom nome”, mas principalmente porque, como Igreja de Cristo, somos uma carta “conhecida e lida por todos os homens” (2 Coríntios 3:2). Fomos chamadas para ser luz e sal da terra; portanto, mais do que pelo nosso próprio nome, somos chamadas a zelar pelo “nome  que está acima de todo nome” (Filipenses 2:9). Há outro versículo que diz: “Melhor é a boa fama do que o melhor unguento, e o dia da morte do que o dia do nascimento de alguém.” (Eclesiastes 7:1). Ou seja, é melhor ter um bom nome, um nome que honre a Deus, do que usar um perfume finíssimo, caro, ou se enfeitar com as melhores roupas e joias, vivendo como se o dinheiro fosse nosso dono. E pensar na nossa própria morte como um dia melhor do que o do nosso nascimento só pode ser possível se vivermos de forma que Deus se agrade de nós e veja nossa morte como preciosa, pois “Preciosa é aos olhos do Senhor a morte dos seus santos.” (Salmos 116:15), pelo fato de podermos estar para sempre com Ele. E para quem se preocupa aqui na terra em ter um bom nome, oh que boas notícias: “Pois todas as nações andam, cada uma em nome dos seus deuses, mas nós andaremos no nome do Senhor, o nosso Deus, para todo o sempre.” (Miquéias 4:5)! E “alegrai-vos antes por estarem os vossos nomes escritos nos céus.” (Lucas 10:20). Além de tudo isso, olhem essa promessa linda: “Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas: Ao que vencer darei eu a comer do maná escondido, e dar-lhe-ei uma pedra branca, e na pedra um novo nome escrito, o qual ninguém conhece senão aquele que o recebe.” (Apocalipse 2:17)!
Aplicação Prática: Refletir mais sobre que legado espiritual quero deixar para a minha família e registrar por escrito (na agenda ou no diário). Pensar também sobre qual o epitáfio que eu gostaria que escrevessem na minha lápide. E sempre que tiver dúvidas a respeito do olhar das pessoas sobre mim, orar e perguntar ao Senhor como ele me vê.
Oração: Pai, obrigada porque pelo sacrifício de Jesus e pela sua ressurreição, tenho meu nome escrito no livro da vida. Sei que isso não dependeu de mim, mas de tua infinita e maravilhosa graça e por isso sou muito grata! Ajuda-me a honrar o Teu nome na terra, em tudo o que faço. Lança para longe de mim todo orgulho, altivez, soberba ou sentimentos de autossuficiência. Ensina-me a ser mais humilde e menos preocupada com o que os outros vão pensar a meu respeito. Todavia, Senhor, ajuda-me a focar no que os outros pensarão a Teu respeito e a respeito da Tua santidade quando me lerem, já que a Tua Palavra diz que sou a carta de Cristo, luz e sal da terra. Não me deixes envergonhar o Teu nome, que é muito mais importante que o meu. Teu nome é lindo, santo, puro e honrado! E eu te amo, meu Senhor e meu Rei! O Teu nome está acima de todos os nomes, no céu e na terra. A ti seja a glória, o domínio, a majestade e o louvor pelos séculos dos séculos! Amém!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi, gente!
Ficaria muito grata de saber quem passou por aqui. Deixe seu recado, sua opinião ou sugestão.